Voltar

Violonistas realizam workshop sobre trilha sonora, arranjo, improvisação, produção e carreira

Postado em Cursos, palestras e seminários em 09/07/2020

Violonistas realizam workshop sobre trilha sonora, arranjo, improvisação, produção e carreira - Foto Estúdio Engenho, BH - crédito Marcelo Rosa

(Estúdio Engenho, BH - crédito: Marcelo Rosa / Acervo Digital do Violão Brasileiro)

Da redação

Que tal estudar composição para trilha sonora? Ter um panorama sobre produção de disco? Entrar no universo dos arranjos para violão? Buscar ferramentas da improvisação multitextural? Ou conhecer aspectos jurídicos da gestão da carreira de músico? Esses temas serão oferecidos de 10 a 14 de agosto com o ciclo de cinco workshops do Festival Violões em Rede.

INSCREVA-SE

Os encontros são gratuitos, mas destinados como bônus a quem comprou ingresso para dois ou mais dias do festival. Os alunos podem escolher os temas de sua preferência, de forma escalonada: dois ingressos dá direito a um workshop, três ingressos a dois encontros. E quatro ingressos permite escolher até três temas. Faça sua reserva (e tire duvidas, se houver) pelo e-mail acervoviolaobrasileiro@gmail.com. Informe seu nome completo, telefone e anexe o comprovante de compra dos ingressos. Os participantes terão certificado emitido pelo Acervo Digital do Violão Brasileiro.

Quem perdeu algum dia de recital (ocorrido semana passada), poderá comprar o ingresso (R$ 30) por meio da plataforma Sempre Ao Vivo e assisti-lo quando e quantas vezes quiser até outubro. Todas as apresentações musicais têm chamado atenção do público pela excelência dos solistas, variedade de estilos, riqueza de repertório e a alta qualidade de som e imagem para o formato de transmissão online.

Violonistas realizam workshop sobre trilha sonora, arranjo, improvisação, produção e carreira

Sobre os workshops

Os encontros didáticos serão ao vivo, com duração 2 horas cada, pela plataforma Zoom. Os professores (que integram o elenco do Festival) são mestres no assunto: Camilo Carrara (trilha sonora), Swami Jr. (produção de disco), André Siqueira (arranjo), Tabajara Belo (improvisação) e Carlos Walter (carreira). 

O ciclo de workshop não exige pré-requisitos dos alunos. Podem participar pessoas iniciantes no tema e profissionais que tenham interesse em aperfeiçoar seu conhecimento ou debater novas ideias. Embora destinado aos violonistas, as aulas podem ser muito proveitosas também para outros instrumentistas, cantores e profissionais da cadeia da música. 

Violonistas realizam workshop sobre trilha sonora, arranjo, improvisação, produção e carreira

(Camilo Carrara)

Como se inscrever

Os encontros são gratuitos, mas destinados como bônus a quem comprou ingresso para dois ou mais dias de recital. Os participantes podem escolher os temas de sua preferência, de forma escalonada: dois ingressos dá direito a um workshop, três ingressos a dois encontros. E quatro ingressos permite escolher até três temas. Faça sua reserva (e tire duvidas, se houver) pelo e-mail acervoviolaobrasileiro@gmail.com. Informe seu nome completo, telefone e anexe o comprovante de compra dos ingressos. Os participantes terão certificado emitido pelo Acervo Digital do Violão Brasileiro.

Trilha Sonora

No workshop sobre "composição para trilha sonora", Camilo Carrara vai falar sobre como pensa a relação da música com vídeo, dança, teatro e outras linguagens. As abordagens ncluem como entender bem o briefing, construir um projeto com outras pessoas, estimular a criatividade, pesquisar sobre o conceito artístico e os elementos para composição. Carrara também vai explciar sobre as tecnologias (engenharia de som, sound design e softwares de produção) e os fundamentos de marketing para o mercado musical.

Produção de disco 

Violonistas realizam workshop sobre trilha sonora, arranjo, improvisação, produção e carreira

(Swami Jr.)

Na turma de "produção de disco", Swami Jr vai abordar aspectos fundamentais, a exemplo de como gerir o processo (da escolha do repertório e até a masterização); o conceito do disco; qual história se quer contar e se a sonoridade são coerentes com a característica do artista. Ele dará dicas de como enfrentar fragilidades, dúvidas e inseguranças no percurso da produção; como lidar com aspectos psicológicos do estúdio, dirigir as sessões, extrair o melhor e criar um ambiente sereno para amenizar a “hostilidade” natural do estúdio. 

Serão abordados também a importância de saber escolher uma boa equipe de músicos, arranjadores, técnicos e compositores; aspectos técnicos (como gravar, tipos de microfones, salas, periféricos e o processo de gravação em si (live, separados, bases eletrônicas, orquestras, etc.); saber onde se está no estúdio – boa monitoração, cabos, tudo funcionando bem, etc., e o envolvimento entre produtor e arranjador.

Arranjo 

Já o quesito arranjo será oferecido na sala virtual de André Siqueira, que vai apresentar técnicas de arranjo aplicadas ao violão solo e grupo de violões e os conceitos básicos de condução harmônica e contraponto. Ele vai discutir e demonstrar diferentes aspectos, como questões texturais, harmônicas e rítmicas aplicadas ao arranjo para violão.

Segundo André, na criação de arranjos para violão, deve-se considerar a enarmonia inerente ao instrumento e como ela interfere nas escolhas harmônicas e rítmicas no instrumento. Assim, essa oficina atende a interesses não apenas de violonistas, guitarristas e músicos em geral que desejem ampliar seus conhecimentos acerca de arranjo, mas também de outros instrumentos de cordas dedilhadas. 

Improvisação multitextural

Tabajara Belo vai abordar a improvisação multitextural por meio de exemplos extraídos das linguagens  erudita e popular. Ele vai explicitar procedimentos analítico-criativos e propostas de estudo, focalizando a improvisação multitextural ao violão nos universos da música cancional e instrumental.

A proposta de Tabajara se vale de abordagens consagradas na matriz do jazz e do choro, expandindo-as e estabelecendo pontes entre esses gêneros e configurações texturais da música barroca e estéticas contemporâneas.

Carreira 

O tema abordado por Carlos Walter (que também é advogado) se destina a violonistas e também a empreendedores culturais que buscam otimizar o seu desempenho profissional com segurança jurídica e planejamento estratégico. O primeiro módulo, teórico, abordará aspectos jurídicos do exercício profissional (constitucionais, trabalhistas, previdenciários, sindicais, cíveis, autorais e empresariais). O segundo módulo, prático, utilizará um Estudo de Caso referente aos temas do módulo anterior. 

O Festival Violões em Rede oferece um panorama do violão solo, com variações de matizes entre o clássico, o popular e o hibridismo das duas linguagens. A curadoria e a concepção são de André Siqueira, Carlos Walter e Tabajara Belo, que convidaram Alessandro Soares, diretor do Acervo Digital do Violão Brasileiro, e o projeto Cordas Brasileiras, para realizar a iniciativa.

 

Serviço:

Ciclo de workshops do Festival Violões Em Rede

- Composição para trilha sonora - Camilo Carrara

- Produção de disco – Swami Jr.

- Arranjo para violão - André Siqueira

- Improvisação multi-textural - Tabajara Belo

- Gestão de carreira e aspectos jurídicos - Carlos Walter

Inscrições: acervoviolaobrasileiro@gmail.com

Valor: entrada franca (para o público que comprar a partir de dois ingressos do festival. Cada ingresso custa R$ 30)

Ajude a preservar a memória da nossa cultura e a riqueza da música brasileira. Faça aqui sua doação.