Voltar
Contribuição de Camargo Guarnieri para o repertório violonístico brasileiro, por Marcelo Fernandes

Contribuição de Camargo Guarnieri para o repertório violonístico brasileiro, por Marcelo Fernandes

2011
Resumo: A produção para violão solo de Mozart Camargo Guarnieri (1907-1993) consiste em seis peças: Três Estudos, um Ponteio e duas Valsas-choro. Escritas entre 1944 e 1986, são obras pouco executadas, apesar de terem partido da pena de um compositor central na história da música erudita brasileira. Dessa contradição, deriva a hipótese de que essas obras não teriam relevância dentro da produção do compositor e dentro do repertório violonístico brasileiro. Por esse motivo, a presente tese estuda essas seis peças de Guarnieri com objetivo de compreendê-las dentro do universo estético e da produção do compositor e também em relação ao repertório violonístico do país. A metodologia empregada consistiu na análise estrutural das obras e no confronto dos dados obtidos em tal análise, com os dados encontrados na bibliografia específica a respeito do compositor e do repertório violonístico brasileiro. Os resultados podem ser resumidos na constatação de que essa pequena produção possui notável elaboração técnica e é representante, no repertório violonístico, de uma das principais correntes estéticas da música erudita brasileira, sendo sua execução, preterida por questões idiomáticas e pela complexidade do discurso guarnieriano.
 
Título: A Contribuição de Camargo Guarnieri para o Repertório Violonístico Brasileiro 
Autor: Marcelo Fernandes Pereira 
Tese de doutorado
Orientador: Edelton Gloeden
Departamento de Música da Escola de Comunicação e Artes da USP
São Paulo, 2011
Ajude a preservar a memória da nossa cultura e a riqueza da música brasileira. Faça aqui sua doação.