Sobre o portal

 

O Acervo Digital do Violão Brasileiro nasce de um desejo de facilitar a vida de violonistas, pesquisadores, historiadores e pessoas que gostam  da música para violão e querem estudar e trabalhar com o tema. Ou simplesmente conhecer a história de nossa música. Este desejo toma forma em 1996, durante a elaboração da monografia Acordes do Rádio: ensaio sobre violonistas pernambucanos, trabalho realizado para conclusão do curso de jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Essa pesquisa me custou dois anos a mais na faculdade, tal a dificuldade de encontrar os registros escritos, a dispersão e a má conservação dos documentos. Os documentos sonoros quase não puderam ser ouvidos pela falta ou indisponibilidade de equipamentos adequados para escutá-los.

Inúmeros artistas que já não estavam vivos jamais haviam escrito ou contado para alguém suas histórias de vida e percursos profissionais.  Com buscas nas listas telefônicas, uma informação aqui e ali, aos poucos consegui descobrir coisas valiosíssimas, como os registros que o escrivão pernambucano João Dias fez dos saraus que realizava em sua casa nas décadas de 1950 e 1960, dos quais participavam sua esposa, a violonista Conceição Dias e os mais brilhantes músicos da época.

Muitos anos depois, entre 2010 e 2011, idealizei e produzi duas edições do Festival Acordes do Rádio: 90 Anos do Violão Brasileiro, com quato dias de show no CCBB Brasília e cinco dias no CCBB Rio, cada um com duas atrações por show. Por causa deste projeto, filmei e entrevistei diversos violonistas, que a meu pedido tocaram músicas até então inéditas tanto em palco como em estúdio e em partitura. Também gravei todos os espetáculos do festival, recolhi inúmeras fotos e contei um pouco dessa história no blog do projeto.

Daí vem a ousadia de querer reunir em um único espaço o mais completo conjunto de documentos e informações sobre o violão brasileiro,  abrangendo todos os públicos. O portal cataloga, resgata, analisa, lança novidades editoriais e fonográficas e divulga a obra de compositores e intérpretes. Esta realização foi possível graças ao apoio de muitos parceiros para desenvolvimento do Portal e ao patrocínio da Petrobras.

O violão brasileiro é o instrumento mais conhecido da nossa música. Mas sua história tem muitas áreas obscuras e queremos iluminá-las. É relevante o número de violonistas sem biografia, esquecidos ou mal compreendidos pela história oficial.

O dicionário de verbetes específico para violão, primeiro no gênero produzido no país,  é composto por textos autorais e atualizados a partir de exaustiva pesquisa e abrange violonistas dos mais variados estilos, épocas e regiões, com biografia, musicografia, fotos inéditas, áudios, vídeos dicas de partituras e playlist de vídeos disponíveis na internet. Ele tira do anonimato dezenas de artistas de grande importância para a história do violão no Brasil.

A alta qualidade musical, marcada pela diversidade de estilos e a mescla entre empatia popular e estrutura de forte erudição faz do violão brasileiro um mais importantes do mundo. Inúmeros dos nossos compositores e intérpretes constam em qualquer lista dos melhores em todos os tempos e têm suas obras no repertório de inúmeros solistas internacionais. Há também um grande número de músicas que não foram escritas em partituras e valiosos documentos que correm o risco de desaparecimento, caso não sejam publicados.

Nós que fazemos o Portal,  assumimos o compromisso de buscar mecanismos para registrar e preservar essa memória, discutir os mais diversos temas relacionados ao violão no Brasil, apresentar o novo e criar novas plateias. Acreditamos que conseguimos a primeira meta: criar o Acervo Digital do Violão Brasileiro, como uma obra aberta, que precisa da colaboração de quem, como nós, também se apaixonar por este projeto. Sejam benvindos.

Alessandro Soares e Elcylene Leocádio